Fintech Fliper App capta R$ 4 milhões com gestora e empresa de tecnologia

Por Naiara Bertão, Valor Investe — São Paulo  (

A palavra investimento finalmente caiu nas graças do brasileiro. Hoje, com juros em 5,5% ao ano, fica difícil ganhar os mesmos rendimentos do passado sem se mexer. Ao mesmo tempo, muitos estão migrando seu dinheiro para plataformas de investimentos independentes para aproveitar oportunidades melhores que os grandes bancos. Para ajudar o investidor, tem crescido o interesse por aplicativos que consolidam as aplicações das pessoas em um só lugar, tornando mais fácil o controle. O Fliper App é um desses.

Fundada em 2017 pelos amigos Renan Georges, Walter Poladian e Felipe Bonani, a Fliper acaba de receber um cheque de R$ 4 milhões de investidores estratégicos para expandir sua operação. Com isso, entraram na sociedade executivos da gestora de recursos Perfin Asset Management e da empresa de tecnologia Certsys.

Em paralelo, a fintech fechou também um acordo com o Acqua Investimentos, escritório de agentes autônomos ligados à XP que tem mais de 8 mil clientes e 100 assessores. O objetivo é oferecer seus serviços e consolidação de investimento para os clientes do escritório.

A empresa só começou a operar há um ano, depois de 12 meses de desenvolvimento de tecnologia que permitiu a conexão com grandes corretoras e bancos para extrair as informações sobre investimentos.

“Hoje é possível, mediante autorização do cliente, visualizar em uma tela só as aplicações financeiras dos bancos Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Inter, Modalmais, BTG Pactual e Santander e das corretoras Ágora, XP investimentos, Órama, Rico, Easynvest, Clear, entre outras”.

Além disso, a empresa lançou recentemente um serviço em que o usuário pode ver também seu saldo do Fundo de Garantia, o FGTS, quanto tem a receber e quando poderá resgatar, algo que, sozinho, atraiu milhares de novos clientes.

Crescer rápido

Com o dinheiro novo, a intenção dos sócios é crescer mais rápido. “Queremos entregar melhorias na experiência do produto, que serve tanto aos investidores pessoas físicas quanto para assessores. O dinheiro ajuda muito a fazer rápido. Sabemos que temos um diferencial de produto no mercado”, diz Renan Georges, economista e fundador do Fliper App.

A empresa, que tem 20 pessoas no time, já contratou quatro novos funcionários recentemente e está com vagas abertas para cientista de dados.

Após 1 ano, o aplicativo já tem mais de 40 mil usuários ativos, R$ 4 bilhões em patrimônio mapeado e conexão automática com mais de 40 mil contas de investimentos que fazem conexões automáticas diariamente.

Esta é a segunda vez que a Fliper recebe investimentos. Na primeira, logo na sua fundação, foram levantados R$ 2 milhões junto a investidores-anjo, entre eles nomes conhecidos no mercado financeiro como Bruno Freitas Valle, da família de Antonio Freitas Valle, que foi sócio dos antigos bancos Matrix e Garantia e Rafael Quintas, ex-sócio da XP Investimentos.

Open Banking

De acordo com o sócio-fundador do Fliper, a empresa utiliza rigorosos processos de segurança para coleta de dados dos clientes, com criptografia do mesmo nível bancário. Além disso, os dados são disponibilizados somente em modo de leitura, ou seja, ninguém pode transacionar o recurso pelo app da Fliper, o que garante segurança extra ao usuário.

“Só com o poder do dado que conseguimos entregar valor para as empresas e para as pessoas”, comenta Georges. A gente quer entregar por meio de tecnologia e dados a missão de transformar a relação das pessoas com suas finanças.”

Para dar um passo a mais rumo ao chamado open banking (sistema de troca de informações entre instituições financeiras), a startup criou uma conexão mais forte com o Acqua Investimentos.

Cada um dos milhares de clientes do escritório pode autorizar que seus assessores visualizem o desempenho de suas carteiras (inclusive em outros bancos e corretoras) e, a partir daí, ajude-os a tomar melhores decisões.

A divisão voltada para empresas (escritórios de agentes autônomos, consultorias e gestoras financeiras), a Flipper Corp, é a que mais cresce e onde a startup quer reforçar as atenções.

“Os agentes autônomos poderão ser mais cuidadosos com a carteira do cliente e ter acesso a informações que não têm em outro lugar. Além de assistir melhor seus clientes, poderão ganhar mais porque verão aplicações ruins que poderiam ser trocadas”, diz Renan Georges.

A empresa já mira um novo aporte de investimento no primeiro trimestre do ano que vem, para acelerar ainda mais a expansão do produto.

Leia a matéria no Valor Investe.

Siga-nos

Últimos artigos

Você quer ganhar só no curto prazo ou pela...

Por Glenda Mara Ferreira  O maior senso comum, aquele problema que todo especialista em investimentos enfrenta na hora de ensinar (e ajudar a ganhar dinheiro)...

O peso da experiência na jornada do cliente e...

Por Vagner J. Silva, consultor-associado E-Consulting Corp. Nesse atual ambiente econômico desafiador, ter mais que somente foco no cliente deve ser uma prioridade; é preciso...

O Efeito Prático do MVP – Mais Valor Produzido

Por Vagner J. Silva, consultor-associado E-Consulting Corp. Há 10 anos, o Roberto Meir, publisher da Consumidor Moderno me propôs, como sócio da DOM Strategy Partners,...

Aplicativos ajudam a controlar todos os investimentos em um...

Por Júlia Lewgoy | EXAME 14 fev 2019, 11h46 São Paulo – O boom das plataformas independentes de investimentos nos últimos anos ampliou o leque de quem só investia...

Similar articles

Instagram