Como comprar ações pelo Home Broker?

Antigamente, para o investidor comprar ações era necessário entrar em contato com a sua corretora, que em seguida enviava a ordem ao seu operador que ficava dentro da Bolsa de Valores.

No salão da Bolsa, também conhecido como pregão, os operadores gritavam as ordens, visando encontrar uma contraparte para fechar negócio.

Mas com o avanço da tecnologia investir em ações ficou muito mais fácil e organizado.

Hoje existem os home brokers, plataformas online disponibilizadas pelas corretoras de valores, nas quais você consegue comprar e vender ações instantaneamente pela internet.

O home broker traz independência ao investidor que pode comprar as ações diretamente e custos menores do que investir pela mesa de operações ( envio de ordens via telefone).

Tela do Home Broker da corretora RICO

As telas com várias letras e números piscando podem assustar o investidor iniciante. Mas fique tranquilo que vou mostrar que operar em um home broker é bem simples.

Cada corretora possui sua própria plataforma, na qual o visual e ferramentas podem ser diferentes, porém os comandos básicos para envio de ordens são semelhantes.

Não há custos para abrir conta em corretora, portanto você pode testar o home broker e se adaptar antes de começar a investir.

As corretoras costumam disponibilizar tutoriais de como utilizar o home broker no site da mesma ou em vídeos no Youtube.

Como abrir conta em uma Corretora?

O processo é bem rápido. Basta apenas preencher um cadastro online e a conta é aberta geralmente em até um dia. No máximo, você terá que enviar cópias digitais (imagens) de um documento de identidade e de um comprovante de residência.

Como acessar o Home Broker?

No cadastro na corretora são criados login e senha para acesso à sua conta. Dentro da área logada você consegue acessar o home broker. Algumas instituições também oferecem a opção da plataforma mobile via aplicativo (app).

Tela de cotações

Na tela de cotações do home broker, você poderá customizar escolhendo as ações que desejar e os dados que quiser visualizar (como na imagem abaixo).

Tela do Home Broker do BTG Digital

Descrição das colunas:

ATIVO: código da ação na Bolsa (ex: PETR4 – empresa Petrobras)

ÚLTIMA: preço atual da ação, referente ao último negócio realizado

%: variação em % do preço atual da ação em relação ao preço de fechamento anterior

HORA: horário do último negócio realizado

COMPRA: melhor oferta de compra no momento

VENDA: melhor oferta de venda no momento

MÁX: maior preço da ação no dia

MÍN: menor preço da ação no dia

ABERT.: preço do primeiro negócio do dia

FECHAM: preço do último negócio do pregão anterior

VOL (Q): quantidade de ações negociadas no dia

VOL ($): valor total negociado no dia

Book de ofertas

É importante analisar a fila de ofertas, antes de enviar uma ordem de compra ou venda.

Na imagem abaixo, você consegue ver o book de ofertas de compradores (ao lado esquerdo) e de vendedores (ao lado direito) por ordem de chegada (de cima para baixo) e, em seguida, de preço.

Tela do home broker do BTG Digital

Nesse exemplo, a melhor oferta de compra é de 100 ações ABEV3 a R$ 17,41 cada e as melhores ofertas de venda (17 no total) somam 17.300 ações a R$ 17,42 por ação.

É impossível furar fila, ou seja, se quiser colocar uma ordem de venda por R$ 17,42, você vai entrar no book após a última oferta enviada a este preço.

Se um investidor enviar uma ordem de venda de 200 ações ao preço de R$ 17,41 (com o book acima), ele venderá 100 ações pelo preço de R$ 17,41 e as outras 100 entrarão em primeiro lugar na fila de ofertas de venda ao preço de R$ 17,41.

Se  enviar uma ordem de venda de 200 ações ao preço de R$ 1,00, ele vai pegar o preço máximo, isto é, vender 100 ações a R$ 17,41 e 100 ações a R$ 17,40.

E se enviar uma ordem de compra de 300 ações ao preço de R$ 100,00 ou por um valor, ele vai comprar as 300 ações pelo preço de R$ 17,42.

Boletas de compra e venda

Tela do home broker da XP

Para enviar uma ordem de compra, você precisa abrir a boleta de compra (imagem acima) e preencher os campos “Ativo”, “Quantidade” e “Preço”. A validade da ordem padrão é para o dia do envio, mas você pode alterar conforme indicado na imagem.

Validades

Hoje: a ordem fica válida apenas para o dia.

Até o dia: o investidor escolhe até que dia quer que sua ordem fique aberta e, se não for executada totalmente até lá, ela será cancelada automaticamente.

Até cancelar: a ordem ficará aberta até ser executada ou até o próprio investidor cancelar. Há também a possibilidade de a Bolsa cancelar devido a algum evento no papel (ex: quando vira ex-proventos, pois há alteração em seu preço).

Nas ordens “start” e “stop”, que aparecem nas abas ao lado, as ordens de compra (no caso da start) e de venda (no caso do stop) só são disparadas quando o ativo atinge um preço determinado.

Exemplo de ordem stop: suponha que um investidor comprou uma ação por R$ 20,00 hoje e não quer perder mais do que 10% na operação. Ele utiliza, assim, a boleta de stop loss para disparar uma ordem de venda, caso o papel caia para R$ 18,00.

Horários de negociação no mercado de Ações

Fonte: B3 – Abril 2019

Custos

Corretagem: cobrada pela corretora nas ordens de compra e venda das ações. As taxas são geralmente fixas em operações executadas pelo home broker, ou seja, independem do valor da transação. Corretoras baratas cobram cerca de R$ 10 por ordem.

Abaixo seguem custos de corretagem de algumas das principais corretoras do país:

Corretoras

Corretagem de ações no lote padrão (R$)

BTG Digital

7,90

Easynvest

10,00

Clear

0,00

Genial

5,00

Guide

14,00

Órama

14,90

Rico

10,00

XP

18,90

Banco do Brasil

20,00

Bradesco

Variável (mín. 10,00)

Itaú

10,00 + 0,3%

Santander

10,0 + 0,25%

Taxa de custódia: taxa da B3 cobrada mensalmente. Corretoras podem repassar um valor menor ou maior ao cliente. Algumas corretoras não cobram essa taxa dos investidores.

Taxas de Negociação e Liquidação: taxas da B3 que incidem sobre sobre o valor financeiro da operação, de cada investidor (comprador e vendedor).

Fonte: B3 – Abril 2019

Como acompanhar as ações dentro da sua carteira de investimentos?

Agora que já você já sabe como investir em ações e que elas podem fazer parte da sua carteira de investimentos, lembro que a diversificação dos recursos em diferentes classes de ativos e em diferentes instituições financeiras pode dificultar o acompanhamento e controle do patrimônio.

Entrar no site de cada casa e classificar seus investimentos em uma planilha de excel pode dar trabalho e tomar muito tempo.

Visando solucionar este problema do investidor, o Fliper é um aplicativo que consolida os investimentos de forma automatizada, diferente dos outros, em que os usuários precisam inputar os dados manualmente.

O app também mostra a evolução do patrimônio e a rentabilidade do portfólio, podendo compará-lo aos principais índices do mercado, como CDI e Ibovespa.

O Fliper pode ser baixado para sistemas Android e iOS.

Um abraço e bons investimentos!

Walter Poladian Filho, CFP®

Formado em administração de empresas pela FAAP, planejador financeiro certificado (CFP®) pela PLANEJAR, possui também a certificação PQO da B3 e é consultor de valores mobiliários na CVM. Com experiência de mais de nove anos no mercado financeiro, atuou como planejador financeiro na Empiricus e em passagem por duas grandes corretoras (Rico e Link), atuou como gestor da mesa de renda fixa, consultor de investimentos e operador (broker) nos mercados de ações e derivativos.

Siga-nos

Últimos artigos

De startup a corporation

Por Airton Seligman, em 04/11/19, IstoÉ Dinheiro. A maturidade do mercado tech e a conjuntura econômica atraem enxurrada de investimentos em capital de risco que pode...

Você quer ganhar só no curto prazo ou pela...

Por Glenda Mara Ferreira  O maior senso comum, aquele problema que todo especialista em investimentos enfrenta na hora de ensinar (e ajudar a ganhar dinheiro)...

O peso da experiência na jornada do cliente e...

Por Vagner J. Silva, consultor-associado E-Consulting Corp. Nesse atual ambiente econômico desafiador, ter mais que somente foco no cliente deve ser uma prioridade; é preciso...

O Efeito Prático do MVP – Mais Valor Produzido

Por Vagner J. Silva, consultor-associado E-Consulting Corp. Há 10 anos, o Roberto Meir, publisher da Consumidor Moderno me propôs, como sócio da DOM Strategy Partners,...

Similar articles

Instagram