O que é um FIP, como funciona e como investir?

Ao buscar os possíveis investimentos no mercado financeiro, você provavelmente se deparará com os fundos de investimento. Existem diversos tipos, e a principal diferença entre eles está na estratégia de alocação. Um deles é o FIP – você sabe o que ele é?

Apesar de ser exclusivo para investidores qualificados, conhecer essa modalidade pode ser importante para todos. Afinal, ele possui algumas regras e um funcionamento diferente de outros tipos de fundos.

Neste texto você entenderá o que é um FIP, como ele funciona e suas principais características. Além disso, verá como é possível investir nessa alternativa. Acompanhe!

O que é FIP?

FIP é a sigla para Fundo de Investimento em Participações. Para entender essa modalidade, é preciso saber como os fundos, de maneira geral, funcionam.

Confira!

Os fundos de investimento

Os fundos de investimento funcionam como um condomínio de investidores. Assim, os interessados compram cotas e têm direito à participação nos resultados obtidos pelo gestor. Ele é um profissional que tem a finalidade de gerir o capital do fundo e escolher os ativos que farão parte do portfólio.

Acompanhe seus fundos de investimento na Fliper!

Existem diversos tipos de fundos, como os fundos imobiliários, de ações, multimercados, cambiais etc. Cada um deles possui uma estratégia de alocação específica. A atividade da gestão, as regras e os tipos de investimentos feitos estão descritos na lâmina do fundo. 

Os fundos de investimento em participações

Agora que você já entendeu o funcionamento básico de um fundo de investimento, está preparado para compreender o que é um FIP.

Esses fundos focam o investimento de seus recursos em empresas de menor porte, além de sociedades em desenvolvimento. É possível que eles invistam em ações ou debêntures que podem ser convertidas em papéis e bônus de subscrição.

O objetivo central do FIP é participar, ativamente, do crescimento de empresas. Assim, costuma-se focar em companhias de capital fechado. O lucro pode ser obtido com o desenvolvimento da companhia ao longo do tempo.

O que é um FIP, como funciona e como investir

Quais suas principais características?

A participação nas decisões das empresas nas quais o fundo investe é a principal característica dos FIPs. Com isso, o gestor tem uma participação mais ativa nos rumos dos negócios, podendo influenciar diretamente nas deliberações.

Por ter como foco principal o investimento em empresas que ainda estão em crescimento, ele também envolve riscos bastante significativos. Por esse motivo, mais uma característica importante diz respeito à restrição do investimento aos investidores qualificados. 

Eles podem ser profissionais certificados do mercado financeiro ou pessoas físicas e jurídicas que possuem mais de R$ 1 milhão investidos. Somente eles podem adquirir cotas de fundos de participações — e, geralmente, o investimento inicial é alto. 

Também é preciso considerar o período de carência, que é o momento no qual é possível liquidar suas cotas. Como os FIPs focam no desenvolvimento de empresas com participações nesses negócios, eles são voltados para o longo prazo.

Mas já existem FIPs que são negociados na bolsa de valores, onde o investidor pode negociar suas cotas no mercado secundário.

Quais são os tipos de FIP?

Dentro dos FIPs há uma subdivisão de tipos diferentes. Assim, cada um possui estratégias próprias de alocação – e vale apena conhecê-las.

Confira a seguir os principais tipos de FIPs do mercado:

Empresas emergentes

Os fundos de participações em empresas emergentes têm estratégia focada em negócios com receita bruta anual inferior a R$ 300 milhões. Esse limite é analisado considerando os três últimos anos de exercício.

Capital semente

Já os FIP de capital semente investem em empresas com uma receita anual menor do que R$ 16 milhões. Da mesma forma que as emergentes, são analisados os três últimos anos de exercício para essa definição.

Infraestrutura

No tipo infraestrutura, o fundo tem uma estratégia de investimentos em empresas dessa área, sejam elas de capital aberto ou fechado. Assim, o foco está em companhias de pesquisa e inovação.

Empresas da área da infraestrutura

Multiestratégia

Por último, existem os FIP multiestratégia. Sua principal característica é a possibilidade de alocação de recursos em todas as estratégias descritas anteriormente. Dessa maneira, os FIPs desse tipo não precisam seguir apenas um método de alocação.

Quais os FIPs negociados na Bolsa brasileira?

Fundo de investimento em participaçãoFonte: conteudos.xpi.com.br

O que considerar ao investir em um FIP?

Para investir em um fundo de investimento em participações é preciso considerar alguns fatores pessoais e também as características do investimento. Como você viu, é necessário ser um investidor qualificado para participar dessa alternativa. 

Acompanhe a seguir os aspectos que você deve considerar antes de investir em um FIP:

Considere seus objetivos e perfil de risco

Antes de escolher uma alternativa de investimento, é preciso considerar seus objetivos. São eles que devem pautar suas decisões para que suas metas sejam atingidas.

Você percebeu que o FIP é um investimento focado em longo prazo. Afinal, como você viu, ele busca aproveitar o desenvolvimento de empresas para gerar lucro. 

E, uma vez que o prazo de maturação do investimento é maior, vale a pena verificar se ele se adéqua ao seu planejamento e estratégias.

Avalie a gestão

A gestão também é um fator essencial nos fundos de investimento. Por isso, é preciso considerar a qualidade do gestor. Além de ser o responsável pela alocação dos recursos, ele tem participação direta na gestão da empresa. Logo, seus resultados dependem mais ainda do profissional. 

Para ter mais segurança, verifique se o gestor é um profissional experiente e confira o histórico dele no mercado.

Analise a lâmina e regulamento do fundo

A lâmina e o regulamento de um fundo são os documentos que reúnem informações relevantes sobre seu funcionamento e regras. Nela, o investidor encontrará dados sobre a administradora, gestor e estratégias. Assim, você poderá analisar o fundo com mais qualidade fazer uma escolha mais embasada. 

Outra informação importante diz respeito às taxas cobradas. O custo influencia na rentabilidade real do seu aporte, então é essencial conhecê-lo.

Liquidez

Por terem objetivos de longo prazo e projetos que podem demorar para ser implementados, há, atualmente, baixa liquidez nos FIPs listados. Mas isso tende a diminuir com a tendência do mercado de juros baixos, mais informações disponíveis aos investidores e amadurecimento dos FIPs, o que já vem acontecendo ao longo dos últimos meses.

Sabendo o que é FIP você pode estudar a possibilidade de incluí-lo no seu portfólio de investimentos. Lembre-se de que eles são voltados a investidores qualificados e focados em longo prazo. Por isso, avalie as informações com cautela e faça escolhas conscientes para a sua carteira!

Como organizar sua carteira de investimentos?

Agora que você conheceu os FIPs e como eles funcionam, lembramos que a diversificação dos recursos em diferentes classes de ativos e instituições financeiras pode dificultar o acompanhamento e controle do patrimônio.

Entrar no site de cada casa para buscar os informes de IR e classificar seus investimentos em uma planilha de excel pode dar trabalho e tomar muito tempo.

Visando solucionar este problema, a Fliper é uma plataforma (aplicativo e web) gratuita que consolida todos os seus investimentos de bancos, corretoras e FGTS, de forma automática, e ainda envia todos os informes de IR das contas conectadas de uma só vez!

Telas do app Fliper

Ainda é possível acompanhar gráficos de rentabilidade da carteira, evolução patrimonial, receber notificações de proventos, disponibilidade de liquidez, entre diversas outras funcionalidades que ajudam o investidor a tomar melhores decisões.

Quem se conhece, melhor investe!

Siga-nos

Últimos artigos

O primeiro ETF de criptomoedas da bolsa brasileira

As criptomoedas vêm ganhando notoriedade a cada dia, não só pela sua tecnologia disruptiva, de ser uma moeda digital, que pode ser...

BDRs X Stocks: qual a melhor alternativa?

Olhe para o seu celular ou para o seu computador. As marcas deles são nacionais ou internacionais? Percebemos que muitas das coisas que consumimos no...

Os 10 fundos imobiliários preferidos dos investidores, segundo levantamento...

Você sabia que fundos de investimento imobiliários (FIIs) podem ser uma boa alternativa para quem ainda não possui altos valores para investir em imóveis? Por...

Investindo no exterior por meio de ETFs no Brasil

  Cada vez mais temos acesso a diferentes tipos de investimento, devido à evolução e amadurecimento do mercado financeiro no Brasil. Vemos que muitas pessoas...

Similar articles

Instagram